Folia de Reis se apresenta pela primeira vez sem Sia Guila

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

Ontem a nossa reportagem acompanhou por alguns momentos apresentação de REIS  em Corrente.

O grupo liderado pelo seu João passava na rua do Cruzeiro onde fizemos algumas imagens e conversamos com representantes.

 

Esta é a primeira apresentação do grupo sem Guilherme (Sia Guila)  falecido ano passado. “Estamos aqui tirando o reis e mantendo a tradição. A gente  sente a falta dele, mas vamos continuar.” Disse seu João , o mais velho do grupo, responsável pelo toque da safona.  

 

Entre as casas  visitadas, o grupo foi recebido por Celso e Jânio do Lago.  “A gente tem uma grande fé em Santos Reis por isso recebemos com fé e carinho em nossa casa. Esse movimento não pode acabar. É uma tradição em nossa cidade.” Falou Jãnio do Lago.

 

Guilherme (Sia Guila) - em memória.

Vejam a origem da Festa de Santo Reis

Folia de ReisReisado, ou Festa de Santos Reis é uma manifestação cultural religiosa festiva e classificada, no Brasil, como folclore; praticada pelos adeptos e simpatizantes do catolicismo, no intuito de rememorar a atitude dos Três Reis Magos — que partiram em uma jornada à procura do esconderijo do Prometido Messias (O Menino Jesus Cristo) — para prestar-lhe homenagens e dar-lhe presentes.

Essa história é relatada na Bíblia Sagrada, no capítulo 2 do Livro de São Mateus (ou O Evangelho, Segundo Mateus). Fixado o nascimento de Jesus Cristo a 25 de dezembro, adotou-se a data da visitação dos Três Reis Magos como sendo o dia 6 de janeiro.[1]Em alguns países de origem latina, especialmente aqueles cuja cultura tem origem espanhola, passou a ser a mais importante data comemorativa católica, mais importante, inclusive, que o próprio Natal.

No estado do Rio de Janeiro, no Brasil, os grupos realizam folias até o dia 20 de janeiro, dia de São Sebastião, o padroeiro do estado.[2]Na cultura tradicional brasileira, os festejos de Natal eram comemorados por grupos que visitavam as casas, tocando músicas alegres em louvor aos "Santos Reis" e ao nascimento de Cristo; essas manifestações festivas estendiam-se até a data consagrada aos Três Reis Magos, 6 de janeiro. Trata-se de uma tradição vinda da Espanha que ganhou força especialmente no século XIX e que mantém-se viva em muitas regiões do País, sobretudo nas pequenas cidades dos estados de São Paulo,[3] Minas GeraisBahiaEspírito SantoParanáRio de JaneiroGoiás, dentre outros.[2]Em Salvador, terra onde a religiosidade transborda, seja através do candomblé ou do catolicismo, não poderia faltar, no calendário, a Festa de Reis, que acontece no bairro da Lapinha. Iniciada por um tríduo preparatório, a festa tem o seu ápice no dia 5 de janeiro, quando ocorre o desfile dos Ternos de Reis que vêm de diversos locais da cidade.

Devidamente armados com fantasias e instrumentos, fazendo representações dos Três Reis Magos e outras personagens através de música, dança e versos, os ternos encantam a população que enche o Largo da Lapinha e seus arredores. Um dos ternos mais tradicionais é o Rosa Menina que vem do bairro de Pernambués. Fundado em 1945, o terno Rosa Menina é, hoje, o mais antigo da cidade, tendo à frente seu Silvano, um dos seus fundadores. A missa principal, celebrada em geral pelo arcebispo da cidade, acontece na Igreja da Lapinha, onde é possível se admirar um maravilhoso presépio em tamanho natural. Complementando a festa não poderiam faltar as barracas de comidas, bebidas e jogos, que dão o tom profano.

Wikipédia

© Portal F10 todos os direitos reservados www.portalf10.com.br. Desenvolvido por: Uilhia net Web designer
Back to top